Pesquisar no Blog
ansiedade canina
Ansiedade Comportamento Cuidados Dicas Para Tutores

Teste: Descubra se o seu pet sofre de ansiedade canina!

Você sabia que os cães também podem sofrer de ansiedade canina? A associação de alguns sinais pode caracterizar até uma síndrome, conhecida como Ansiedade de Separação.

Seu pet sofre com ansiedade canina?

Muitos tutores chegam a confundir como desobediência, mas estes comportamentos são mais comuns em pets que não são muito estimulados física e mentalmente e que possuem uma dependência grande do tutor. Quer saber como identificar se o seu cão está ansioso?

Para cada comportamento que você identifique no seu pet, some 10 pontos. Ao final, confira os resultados e as nossas sugestões para mudar a rotina do peludo.

Situações

 1 – Late sem parar quando está sozinho em casa.

2 – Arranha as portas do local onde fica.

3 – Destrói objetos da casa como sofás, portas, pé de mesas e cadeiras.

4 – Treme quando percebe que você vai sair.

5 – Bagunça o que encontra pela frente: almofadas do sofá, lata de lixo, papel higiênico, enfeites da sala…

6 –  Lambe as patas o tempo todo.

7 – Faz as necessidades fora do lugar quando você está fora ou dentro de casa.

8 – Não come ou bebe água quando você está fora de casa.

9 – Destrói objetos pessoais do dono quando encontra pela casa.

10 – Se esconde quando percebe que você vai sair.

Pontuação

É sempre importante lembrar que se trata de uma brincadeira, mas os sintomas são reais, assim como a doença. Portanto, cuide sempre do seu peludo!

Até 20 pontos

Um pouco ansioso

Seu pet pode não estar sofrendo de ansiedade canina, mas é importante sempre ficar de olho. Cães que vivem em apartamentos ou quintais, sem acesso a passeios diários, são privados de comportamentos naturais e passam a ter uma rotina previsível. Isso torna o pet ansioso. Por isso, para evitar que o peludo desenvolva comportamentos inadequados, comece já uma rotina de atividades!

 21 a 50 pontos

Ansiedade já é rotina

Ixi! Pelo jeito seu cão anda tendo alguns comportamentos que podem indicar uma ansiedade no dia a dia. Como solução para a maioria dos problemas comportamentais, oferecer atividade ao peludo é fundamental. Por isso, estimule os instintos naturais dele como cheirar, caçar e esconder. Isso poderá ajudar a evitar problemas!

51 a 70 pontos

Ansioso é pouco

Você reconheceu seu pet em vários momentos? Não se desespere! Para tudo há solução. Comece criando um ambiente de bem-estar para o peludo. Engana-se quem pensa que somente os filhotes precisam de brinquedos. Adultos e idosos também têm este direito e adoram! Brinquedos são fundamentais para proporcionar uma vida mais saudável aos pets. Sejam opções feitas em casa ou compradas no pet shop, o importante é oferecer diversão.

Mais de 70 pontos

Ansiedade tem solução!

Se o seu pet costuma ter muito destes comportamentos será que não é hora de virar o jogo? Pensar no bem-estar do peludo é o primeiro passo. Comece com a orientação de um veterinário, que poderá ajudar a identificar se o pet sofre com algum outro problema, além da ansiedade canina. A interação entre o tutor e o pet também é fundamental, pois estreita o laço entre os dois, além de diminuir o estresse do cão.

Os passeios deverão ser a base da nova rotina! Crie um plano de passeios diários, de acordo com a idade e disposição física do pet. O importante é fazer o amigão gastar energia.

Estimule jogos mentais como esconder petiscos pela casa e fazer o pet procurar. No nosso blog, você encontrará várias outras dicas de como acalmar o seu peludo. Veja aqui!

 

Leia também: Síndrome de ansiedade de separação: descubra o que é e como prevenir o seu cão!

Infográfico 5 técnicas para acalmar o cãozinho ansioso!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário