Pesquisar no Blog
Ansiedade Comportamento Dicas

Guia da Copa para o pet: dicas de ouro para a época dos jogos!

Com o nosso Guia da Copa para o pet, aprenda a cuidar do cão que tem medo de fogos, que não gosta de ficar sozinho ou que fica muito agitado com a bagunça no dia dos jogos da seleção brasileira!

 A Copa do Mundo chegou. Os jogos começam no dia 14 de junho,e a seleção brasileira vai estrear no dia 17 de junho, contra a Suíça.

E quem não adora este clima dos jogos e de comemorar muito? Mas e o seu melhor amigo, como fica? O nosso guia da Copa para o pet vai te ajudar!

O legal é juntar família e amigos e isso inclui os pets, é claro. No entanto, para alguns peludos, este pode ser um momento de medo, ansiedade e muita agitação. Isso porque eles podem não estar acostumados com o excesso de barulhos, com os fogos de artificio e até com a movimentação da casa que ocorrem nestes dias.

Pensando nisso, a Botica Pet preparou um pequeno guia da Copa para o pet, que vai ajudar o seu cão a ficar tranquilão nos dias de jogos. Confira!

Copa para o pet
Acostume seu cãozinho com barulhos e faça a festa com ele!

# 1 –DEFENDENDO do medo de fogos de artifício e barulhos

Seu pet é daqueles que se treme todo diante de barulhos ou fogos de artifícios? Saiba que isso é muito comum e pode melhorar muito com alguns treinos e tratamentos naturais.

No nosso Guia da Copa para o pet, ensinamos que  você pode acostumar o seu pet com os barulhos.

Utilize o seu celular para reproduzir barulhos diversos (como o de fogos de artifício, alguém gritando gol ou o que mais apavore o pet). Comece bem baixinho e sempre que colocar para tocar, faça festa com o pet. Vale dar carinho e até um petisco. Aos poucos, vá aumentando o som gradativamente, até que fique alto ou próximo da situação real. Se o pet sentir medo, volte a abaixar o volume e comece de novo.

O que dá certo aqui é ter paciência e persistência.

Outra tática muito boa neste processo de transformar a Copa para o pet, numa experiência maravilhosa, é tratar o animalzinho com terapias naturais. As técnicas como a Fitoterapia, Suplementos Naturais, Terapia Floral, Aromaterapia e Acupuntura podem fazer a diferença. Veja o depoimento de uma cliente da Botica Pet, Regina Célia de Paula, tutora da yorkshire Marry,  que usa o Suplemento Maracujá:

“A Marry ficava com a língua roxa, seu tórax parecia que ia explodir, seus olhos ficavam esbugalhados e sem reação. A nossa pequena não pode ficar estressada, ansiosa ou alterar sua rotina pois tem estreitamento de traqueia. O Maracujá deixa ela calma, centrada e isso é muito bom, pois evita que ocorram alterações em seu comportamento. Ela continua ativa, esperta e brincalhona”.

Em nosso Guia da Copa para o pet, orientamos que você pode colocar um chumaço de algodão no ouvido do seu amiguinho. No entanto, tenha cuidado para não aprofundar muito. Deve ser algo superficial e fácil de remover depois. Se você não se sentir seguro com isso, não faça!

 Link do depoimento: http://blog.boticapet.com.br/depoimentos/depoimento-das-pets-marry-e-teka-formula-maracuja-e-equilibrio/

Copa para o pet
Ensine seu amigo que mesmo em sua ausência, não há motivo para desespero

# 2 – DANDO UM CHAPÉU na solidão

 Sabemos que nem todos os dias de jogos você poderá estar ao lado do cão. O seu peludo não pode ficar sozinho? Ele fica em pânico? Destrói objetos? Faz xixi no lugar errado? Ele pode ser mais uma vítima da Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS). Trata-se de um problema que pode ocorrer com todos os cachorros, mas, geralmente, os mais afetados são os agitados e que acostumam seguir o tutor o tempo todo.

Link post sobre SAS: http://blog.boticapet.com.br/cuidados/sindrome-de-ansiedade-de-separacao-canina/

Outro ponto que incentiva estes comportamentos é a falta de atividades diárias como passeios, exercícios e brincadeiras. Para reverter essa situação, siga a dica do nosso Guia da Copa para pet: comece já a praticar exercícios com o cão. Dois passeios diários de, no mínimo 30 minutos, podem ajudar!

Melhor ainda se for antes de você sair de casa. Isso porque o cachorro gastará energia e ficará menos focado em chamar a atenção. É claro, alguns pets podem precisar de mais exercícios. O importante é avaliar o quanto de energia seu pet tem para gastar.

Estimular o cão mentalmente também é importante. Brinquedos que imponham desafios ao cão são muito bem recomendados por especialistas em comportamento animal como uma garrafinha pet com petisco dentro, ossinhos, brinquedos recheados com frutas permitidas para os cães…

Tente também exercitar a independência do cachorro. Ele deve aprender a ficar sozinho, mesmo quando você está em casa. Isso fará com o pet entenda que estar sozinho não é o fim do mundo! 

Copa para o pet
Seja firme na dieta do seu pet e o incentive na prática de exercícios!

# 3 – Para que a Copa para o pet seja incrível, não cometa FALTAS na dieta

Sabemos que os cães adoram compartilhar a comida com o tutor. Se vai rolar aquele churrasco ou almoço no dia do jogo, prepare o seu pet para isso.

Em nosso Guia da Copa para o pet, recomendamos que o importante é nunca ceder e oferecer restos de alimentos ao peludo. Isso porque além de criar um hábito, você está contribuindo para o ganho de peso do cão, maior dificuldade respiratória, predisposição para doenças cardiovasculares, hipertensão, problemas articulares, diabetes, entre outros problemas.

Primeiro, avise a todos os presentes que o peludo não deve receber nenhum agrado fora da dieta. Antes ou na hora da sua refeição, coloque a comida para o pet também. Assim ele poderá ficar satisfeito e se interessar pela própria alimentação.

Além de problemas de saúde,  a nossa alimentação é diferente do pet, que não pode receber alimentos com os condimentos (sal em excesso, cebola, etc), que nós tutores adoramos!

 Link do que o pet não deve comer: http://blog.boticapet.com.br/alimentacao/alimentos-que-nao-podem-ser-oferecidos-ao-pet/

# 4 – DRIBLANDO o pulo nas visitas

Se a intenção é garantir que a Copa para o pet seja inesquecível, preste atenção: vai receber visitas em casa e o pet tá muito animado? Pode ocorrer um ou outro pulo em uma visita, mas cachorro que não para de pular não dá! Você tem duas alternativas para deixar o peludo participar da festa sem incomodar ninguém.

Primeiro, ensine o comando “senta”. As dicas são da adestradora Gerilyn Bielakiewicz, cofundadora da Canine University e autora do livro Truques e Adestramento de Cães.

  1. Mostre um petisco e segure-o acima do focinho do cão.
  2. Com a outra mão erguida e virada para cima, diga “senta”.
  3. Quando ele tocar o chão com o traseiro, recompense-o com o petisco.
  4. Se o pet se mover para trás em vez de sentar, coloque-o contra uma parede.
  5. Repita estes passos em vários locais diferente, até que o pet esteja habituado a executá-lo rapidamente.

Outra ideia legal é oferecer uma distração para o pet até que ele se acalme, como um brinquedo ou petisco. Mas ofereça isso longe das pessoas, na caminha dele e num lugar calmo. Não se esqueça de elogiar o peludo sempre que ele obedecer aos seus comandos! Em 2018 a Copa para o pet será só alegria, hein?

Copa para o pet
Incentive seu companheiro a manter a calma!

# 5 – JOGADA ENSAIADA para não latir

Se o cachorro tem o costume de latir um pouco durante a festa, tudo bem. No entanto, se o peludo começar a repetir muito este comportamento, quando não tiver ninguém comemorando, você não deve incentivar. Para isso, você pode usar o comando “senta”. Isso irá distrai-lo da vontade de latir. Nossa dica de ouro sobre a Copa para o pet é: Nestes casos, nunca ofereça petisco ou carinho, pois o peludo poderá entender que está fazendo o correto e terá este comportamento sempre que quiser algo de você.

Gostou das dicas? Então, já pode colocar em prática agora mesmo e tornar o seu cão um ótimo torcedor!

Leia também: Teste: Descubra se o seu pet sofre de ansiedade canina!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário