Pesquisar no Blog
Alimentação Cuidados Dicas Para Tutores

Pets especiais: o que devo saber sobre a alimentação?

Quando nós ficamos doentes, seja uma simples gripe ou algo mais sério que precise ser tratado com acompanhamento médico e repouso, há diversos cuidados que os médicos exigem. Um dos principais é com a alimentação. As comidas alternativas, como sopas, chás e alimentos leves e saudáveis são essenciais para ajudar na nossa melhora. E com os pets especiais não é diferente!

Sim, os cães e gatos em recuperação de uma enfermidade precisam de uma alimentação especial. A alimentação é parte fundamental para recuperação e manutenção do bem-estar do peludo em qualquer idade.

Assim como pets que possuem doenças crônicas – aquelas que não são resolvidas em curto período de tempo. Nestes casos, além do acompanhamento do veterinário ser essencial, a alimentação é parte do tratamento e deve ser levada a sério!

Mas em quais situações o pet precisa de uma alimentação especial?

pets especiais
A alimentação deve ser balanceada e adequada em todas as fases da vida do peludo.

Em todas as idades, desde o início da vida do cão, é preciso garantir uma boa alimentação. Para cada fase de vida do peludo (crescimento, idade adulta e envelhecimento) existe uma necessidade alimentar diferente. Por isso, é sempre importante mudar a alimentação do pet ao longo da vida, seja com a alimentação industrializada (rações) ou natural (comida natural caseira equilibrada).

Agora, algumas enfermidades exigem que o pet receba uma alimentação diferenciada, independentemente da idade. Aqui vão alguns exemplos:

Problemas renais

Deve ser uma dieta com baixo nível de proteína e fósforo, a fim de diminuir os sintomas que alguns compostos podem causar ao se acumularem no sangue devido a problemas nos rins do pet.

Problemas cardíacos

O controle da ingestão de sódio é essencial para auxiliar no controle de problemas cardíacos e alterações da pressão arterial.

Problemas hepáticos

Fontes de proteína de alta qualidade e de mais fácil absorção, níveis mais baixos de cobre e uma dieta mais rica em gorduras são fatores que podem auxiliar no controle de problemas no fígado.

Problemas de pele

A dieta auxilia na melhora da proteção da barreira cutânea, ou seja, protegendo a pele da entrada de bactérias e outros micro-organismos. Além disso, a escolha dos ingredientes também faz diferença em casos de intolerância ou alergia alimentar e a dieta tem papel fundamental nestes tratamentos.

pets especiais
A visita ao veterinário deve ser regular.

Nestes casos, a dieta medicamentosa ou terapêutica é recomendada pelo médico veterinário e deve ser oferecida ao peludo, durante toda a vida. Lembre-se que a alimentação adequada é parte fundamental da recuperação animal. Por isso, fique sempre atento ao que você oferece ao seu pet!

 

Leia também: 7 vantagens da alimentação natural para o cão ou gato!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário