Pesquisar no Blog
podemos oferecer ao pet
Alimentação Cuidados Dicas Obesidade Para Tutores

16 alimentos que não podemos oferecer ao pet

Quem aí está acostumado a dar APENAS ração para o cão ou o gato? Nunca deu uma escapadinha e acabou oferecendo um alimento fora da dieta? É realmente muito difícil resistir à tentação quando o peludo faz cara de pedinte. Mesmo assim, como tutores responsáveis, devemos ter certeza do que podemos oferecer ao pet.

podemos oferecer ao pet

Você sabia que, nos Estados Unidos, 40% dos cães são obesos? Já no Brasil, estima-se que temos 30% de cães e 25% dos gatos gordinhos. E esses números têm aumentado a cada ano devido a má alimentação oferecida aos animais de estimação. Além disso, o sedentarismo, o estresse e as doenças genéticas também contribuem com o aumento do número de obesos.

O que poucos tutores se ligam é que a maior parte dos nossos alimentos não é ideal para ser dada aos cães e gatos. Alguns deles, além de deixar o pet obeso, podem causar problemas de pele e digestivos. Isso, quando não são tóxicos.

O feijão, o repolho, a lentilha e a couve, por exemplo, são formadores de gases, pois servem de nutrientes para as bactérias fermentativas existentes no organismo dos peludos. No entanto, são alimentos que estão em muitas dietas caseiras sem problemas. O preparo conta muito para formação de gases, até em humanos. Além de ser uma reação muito individual.

Já algumas frutas podem ser consumidas pelos pets, com os devidos cuidados. Isso porque não é recomendado oferecer sementes de frutas para cães e gatos.

Mas, afinal, o que podemos oferecer ao pet?

É preciso ter bom senso e procurar a orientação de um veterinário antes de incluir um novo alimento no cardápio do peludo. Nós damos uma mãozinha para você! Conheça alguns alimentos de humanos que NÃO devem ser oferecidos aos cães e gatos:

Abacate – sua casca contém persina, uma substância que pode provocar problemas gastrointestinais nos pets. A fruta tem alto teor calórico, contribuindo para o ganho de peso do pet. No entanto, a nutróloga veterinária Dra. Sonali Rabelo, do Tendências Naturebas Pets, indica o consumo somente da polpa, em quantidades moderadas (até para pets obesos), dentro de um contexto nutricional. Além de ser rica em uma gordura do bem (monoinstaturada) . Outro risco é a ingestão do caroço, que pode levar a obstrução de vias aéreas, engasgo ou obstrução intestinal.

 

podemos oferecer ao pet

 Batata – não deve ser oferecida crua ou verde. A solanina, presente neste alimento, principalmente na casca, é tóxica e pode provocar vômitos e diarreia. Assim como inhame cru, cará e baroa crua.

podemos oferecer ao pet

Café – contém teobromina, substância extremamente tóxica para os pets, que não conseguem eliminar a substância do organismo. Os sintomas são diarreia, falta de ar, tremores, aceleração do ritmo cardíaco, vômitos, convulsão e morte.

podemos oferecer ao pet

Carambola – pode causar insuficiência renal.

podemos oferecer ao pet

Cebola – é muito perigosa devido a um composto capaz de transformar a hemoglobina em uma proteína incapaz de ligar-se ao oxigênio, afetando o seu transporte para os tecidos. Os sintomas são dificuldade respiratória, apatia e até morte.

podemos oferecer ao pet

Chocolate – também contém teobromina. Pode acelerar o ritmo cardíaco, causar vômitos, convulsão e morte.

podemos oferecer ao pet

Espinafre –  predispõe a formação de cálculos nos rins.

podemos oferecer ao pet

Leite – quando desmamados, os cães e gatos perdem a enzima lactase, que ajuda na digestão do leite e se tornam intolerantes à lactose. Assim, a ingestão de leite e seus derivados pode provocar diarreia, constipação intestinal, gases e vômitos.

podemos oferecer ao pet

Ossos – não devem ser oferecidos ossos cozidos e assados. Isso porque eles podem lascar e formar fragmentos pontiagudos que, ao serem ingeridos, podem causar lesões e até ruptura de órgãos, como o estômago e o intestino.

podemos oferecer ao pet

Pão – os pets adoram pão. No entanto, eles não conseguem metabolizar a farinha de trigo, causando problemas de pele como alergias, escamações e caspas.

Sal – o sal de cozinha em excesso pode causar problemas ao pet que tem doenças cardíaca, renal ou hepática. Causa tremores, convulsão e até morte devido ao desequilíbrio eletrolítico do organismo.

podemos oferecer ao pet

Salsicha – apesar de ser muito apetitosa para os cães, está longe de ser um alimento saudável. Os alimentos embutidos, como a salsicha, possuem níveis importantes de agentes cancerígenos e sódio. Isso pode prejudicar o pet, independente da quantidade oferecida.

podemos oferecer ao pet

Tomate – não tem nada de tão tóxico assim que pode ser fatal. Pode ser dado, mas sem cabo e folhas.

podemos oferecer ao pet

Uva – assim como a uva-passa, a semente de uva possui uma substância que sobrecarrega os rins e pode causar falência dos rins em até 48 horas após o consumo.

podemos oferecer ao pet

Como escolher o petisco para o pet?

Antes de oferecer um alimento ao pet, seja ele natural ou industrializado, pare e reflita: qual o objetivo de oferecer este petisco?

– Se for oferecer ao pet para distrai-lo, não opte por petiscos gordurosos. Isso porque você poderá oferecer mais vezes um petisco que não comprometa o peso do peludo.

– Evite comprar alimentos que tenham muitos corantes, aromatizantes e conservantes.

– Opte por produtos naturais e integrais.

– Não se esqueça de verificar se o petisco contém substâncias que podem causar alergia no seu peludo.

Cuide da alimentação do seu pet! Afinal, quanto mais cuidado tiver, mais tempo poderá aproveitar ao lado do seu melhor amigo.

 

Leia também: 8 verdades e 1 mentira sobre a alimentação do pet.

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário