Pesquisar no Blog
Alimentação Cuidados

4 passos para salvar o cão dos riscos associados a obesidade

Seu pet está acima do peso? Tem dificuldade para subir e descer escadas? Não quer mais brincar? Estes comportamentos podem estar associados a obesidade canina, isto é, quando o cão está acima do peso ideal. Entre as diversas consequências desta doença estão o aumento de problemas cardiovasculares, a sobrecarga das articulações, dificuldade respiratórias e até Diabetes.

Se você quer o seu pet saudável e mais tempo ao seu lado, não desista de fazer com que ele perca peso. Veja quatro passos para ajudar o seu gordinho:

1. Certifique-se de que ele não está doente. Somente um veterinário poderá dizer se o seu animal não tem alguma doença que está contribuindo para o excesso de peso. As doenças mais comuns nestes casos são as doenças endócrinas (relacionadas à falta ou a excesso de hormônios).

2. Dê a quantidade certa de alimentos que ele precisa. Se você já sabe a melhor comida para o seu pet (indicada pelo veterinário), verifique a quantidade de calorias que ele deve consumir por dia. Isso irá depender da idade, porte e estilo de vida do peludo.

3. Inclua exercícios em sua rotina. Cachorros precisam passear para gastar energia e evitar que fiquem obesos. Se o seu já está gordinho, leve-o para passeios diários! Mas atenção: não queira andar com ele tudo o que você não andou uma vida inteira. Comece aos poucos e vá aumentando a quantidade!

 

4. Exclua os petiscos e comidas não previstos na alimentação dele. Se quiser manter esse hábito, diminua a quantidade de vezes por semana e busque petiscos mais naturais.

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário